Bem vindos!

Bem vindos!

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Recomeçar é preciso...


❝... Não sei dizer se a vida nos cansa ou se nós é que nos sentimos fadigados às vezes da existência. Nos repetimos sempre. Ou quase. E nos lamentamos desse dia-a-dia onde nos levantamos, trabalhamos, regressamos e descansamos para no dia seguinte recomeçarmos.

Mas é essa a vida e muitos não aceitariam mudança nenhuma se a oportunidade lhes fosse oferta. Ter que recomeçar alguma coisa abala muita gente, pois mesmo a vida corriqueira e imutável causa segurança. Conhece-se os caminhos, os atalhos, os desvios, as curvas a serem evitadas.

A consciência de ter que recomeçar é que nos faz sofrer, duvidar, temer. Medimos nossa capacidade e com bastante frequência... nossa incapacidade! Se não medirmos nada, avançaremos como as crianças avançam nos primeiros passos, titubeantes, mas orgulhosos.

A mente humana é um poderoso instrumento. Ela condiciona, impõe, impede, impele, comanda... mas nem sempre no bom sentido. Ela sente, ressente, guarda as impressões e as marcas que a vida vai fazendo ao longo dos anos. E se pensamos em recomeçar alguma coisa, ela acende a luz vermelha em sinal de atenção. Assim é que muitos paralisam-se e não fazem nada. Acomodam-se.

Porém, a vida nos impõe recomeços a cada instante e os seguimos com naturalidade, fazemos nossa parte. Somos condicionados e nem nos questionamos.

Me pergunto então por que não nos condicionamos a viver coisas novas, experimentar nem que seja por uma vez ousar. Se é nossa mente que nos comanda e que somos donos de nós, por que não pegarmos as rédeas, o comando?

A vida desabrocha por todos os cantos e precisamos vivê-la. Mas bem vivê-la. Deus nos criou para sermos felizes, não para passarmos os dias perdidos em lamentos sem tomar atitudes.

Avança!

Recomeçar é preciso quando o que temos já não nos satisfaz. E recomeçar é sempre possível quando colocamos de lado as dúvidas, pois perdedor na vida não é quem tentou e não conseguiu, mas sim aquele que abandonou a coragem e perdeu a fé...❞


Autoria: Letícia Thompson

São Miguel, São Gabriel e São Rafael, rogai por nós!


29 de Setembro - Arcanjos São Miguel, São Gabriel e São Rafael

Com alegria, comemoramos a festa de três Arcanjos neste dia: Miguel, Gabriel e Rafael. A Igreja Católica, guiada pelo Espírito Santo, herdou do Antigo Testamento a devoção a estes amigos, protetores e intercessores que do Céu vêm em nosso socorro pois, como São Paulo, vivemos num constante bom combate. A palavra “Arcanjo” significa “Anjo principal”. E a palavra “Anjo”, por sua vez, significa “mensageiro”.
São Miguel
O nome do Arcanjo Miguel possui um revelador significado em hebraico: “Quem como Deus”.Segundo a Bíblia, ele é um dos sete espíritos assistentes ao Trono do Altíssimo, portanto, um dos grandes príncipes do Céu e ministro de Deus. No Antigo Testamento o profeta Daniel chama São Miguel de príncipe protetor dos judeus, enquanto que, no Novo Testamento ele é o protetor dos filhos de Deus e de sua Igreja, já que até a segunda vinda do Senhor estaremos em luta espiritual contra os vencidos, que querem nos fazer perdedores também. “Houve então um combate no Céu: Miguel e seus anjos combateram contra o dragão. Também o dragão combateu, junto com seus anjos, mas não conseguiu vencer e não se encontrou mais lugar para eles no Céu”. (Apocalipse 12,7-8)
São Gabriel
O nome deste Arcanjo, citado duas vezes nas profecias de Daniel, significa “Força de Deus” ou “Deus é a minha proteção”. É muito conhecido devido a sua singular missão de mensageiro, uma vez que foi ele quem anunciou o nascimento de João Batista e, principalmente, anunciou o maior fato histórico: “No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré… O anjo veio à presença de Maria e disse-lhe: ‘Alegra-te, ó tu que tens o favor de Deus’…” a partir daí, São Lucas narra no primeiro capítulo do seu Evangelho como se deu a Encarnação.
São Rafael
Um dos sete espíritos que assistem ao Trono de Deus. Rafael aparece no Antigo Testamento no livro de Tobit. Este arcanjo de nome “Deus curou” ou “Medicina de Deus”, restituiu à vista do piedoso Tobit e nos demonstra que a sua presença, bem como a de Miguel e Gabriel, é discreta, porém, amiga e importante. “Tobias foi à procura de alguém que o pudesse acompanhar e conhecesse bem o caminho. Ao sair, encontrou o anjo Rafael, em pé diante dele, mas não suspeitou que fosse um anjo de Deus” (Tob 5,4).
São Miguel, São Gabriel e São Rafael, rogai por nós! ( http://santo.cancaonova.com/santo/santos-arcanjos-miguel-gabriel-e-rafael/ ) 

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Somatizar

Costumamos ter sintomas sempre. Vira e mexe surge uma dor de garganta, dores pelo corpo, enfim, sintomas que aparecem “do nada.” Por que isso? Chamamos esse tipo de sintoma de SOMATIZAÇÃO. A maioria das doenças começa por esse processo.

Somatizar, segundo o dicionário Aurélio, significa: Transferir para o plano físico (fenômeno de natureza psicológica): ex. Somatizou os problemas conjugais apresentando fortíssima dor de cabeça; Têm tendência a somatizar.

É ai que mora o problema, confundimos os termos. Até o dicionário deixa a desejar separando a mente do corpo (plano físico e natureza psicológica). Quando tratamos de sintomas, mente e Corpo não devem ser divididos, precisamos entender que possuímos um corpo biológico que é regido por um psiquismo extremamente complexo!

Somatização são queixas físicas relatadas por um indivíduo com ou sem causas orgânicas definidas, vindas de um disturbio de origem emocional.

É comum fazer confusão e achar que um sintoma sem explicação é “psicológico”; “coisa da sua cabeça”. Ela é real! A dor é real, os sintomas são reais. Podemos gerar um câncer, apenas somatizando os conflitos. Sintomas nada mais são do que uma defesa do seu corpo em relação ao problema que precisa ser resolvido.

Vou dar um exemplo de somatização que se transformou em uma patologia real no corpo: Uma mulher de 65 anos chega ao consultório com uma forte dor no ombro esquerdo, diagnosticada como Bursite Subacromial (a famosa bursite no ombro) A dor começou há 6 meses e nunca havia tido nenhum sintoma antes. Seu histórico de 20 anos costurando, cortando tecidos, lavando roupas, carregando peso, etc.

O senso clínico comum vai dizer que essa dor surgiu por duas causas: o esforço por repetição e a idade da paciente. Claro, não devemos deixar essas informações de lado, mas vamos um pouco mais a fundo: Vinte anos sobrecarregando os membros superiores, porque só há Seis meses foi manifestar algo? Mais ainda, porque apenas o ombro esquerdo foi acometido?

Esse histórico não é a verdadeira causa, mas sim um desencadeador. A causa REAL vem de algo que está pré programado. Um conflito que o corpo vem se defendendo há algum tempo. Qual conflito?

Através da técnica, buscamos a origem dessa bursite: A paciente em questão começou a ter sérios problemas com o filho mais novo. Há cerca de um ano atrás o garoto havia se envolvido com drogas e ficou muito agressivo com ela.

Ponto! Chegamos a verdadeira origem. Ela “somatizou” um conflito com o filho, gerando o sintoma em ombro (o lado esquerdo é ligado a relação MAE/FILHO, nesse caso específico). Após dados os estímulos, o corpo entendeu e eliminou esse bloqueio, diminuindo significativamente a dor. Sem medicamentos. Mesmo a senhora continuando com o problema em casa.

A função da Reprogramação Biológica em um sintoma, seja ele qual for, é encontrar a verdadeira origem do problema; ou seja, o conflito “X” que desencadeou o processo. Dando informações para o corpo aprender a deixar de somatizar esse conflito, mesmo ele ainda existindo!  

                                                                      Dr. Rodrigo carvalho - Fisioterapeuta 


                                                     

segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Gratidão


«Deveríamos agradecer aos animais pela sua inocência fabulosa e

 ficar-lhes gratos por pousarem em nós os olhos inquietos sem 

nunca nos condenarem.»



Christian Bobin


Equilíbrio

O sinal de equilíbrio na vida é uma sensação de bem-estar, otimismo e uma consciência clara. 
A base para alcançar esse estado é cuidar de mim espiritualmente  tornando minha mente pacífica, amável e sábia a todo o momento. 
Então saberei instintivamente quanto tempo devo dedicar ao meu próprio bem-estar e quanto tempo devo investir no cumprimento de outras responsabilidades. 
Só posso dar meu melhor aos outros quando eu estou no meu melhor.

Brahma Kumaris 

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

“Toda mulher que pensa que ela é a única vítima da violência tem de saber que há muitos mais”. Salma Hayek

Três bairros somam 50% dos casos de violência doméstica em Goiânia

Guanabara, Novo Mundo e Centro registraram 72 ocorrências neste ano.Setores concentram usuários de drogas e alto fluxo de moradores flutuantes. 






Caso de Mara Rúbia, que teve olhos perfurados
pelo ex, chocou o país (Foto: Arquivo pessoal)


Um mapeamento da Secretária de Saúde de Goiás aponta que os bairros Jardim Guanabara, Novo Mundo e Setor Central tiveram os maiores números de casos de violência doméstica em Goiânia neste ano. De acordo com o boletim, que é emitido semanalmente, os três bairros têm, juntos, 50% do total de notificações, ou 72 ocorrências.
O relatório soma o número de vítimas que foram atendidas em unidades de saúde nos 15 bairros com maior número de homicídios dolosos de capital. São consideradas notificações em que há suspeita ou confirmação da violência física, sexual, psicológica e negligência. No acumulado de janeiro deste ano até o dia 4 deste mês foram somados 144 casos em toda a cidade. Destes, 28 ocorreram no Jardim Guanabara. Jardim Novo Mundo e Setor Central empataram com 22 casos cada.
Segundo Maria Cecília Machado, diretora do Centro de Valorização da Mulher Consuelo Nasser (Cevam), organização não governamental que oferece abrigo às mulheres vítimas de violência doméstica, o diagnóstico é compatível ao vivenciado diariamente no Cevam.  ( fonte: http://g1.globo.com/goias/noticia/2014/09/tres-bairros-somam-50-dos-casos-de-violencia-domestica-em-goiania.html )  









Mulheres que sofrem violência não conseguem proteção


Mulheres que sofrem violência não conseguem proteção
Justiça de Mogi das Cruzes negou 7 de 12 pedidos de medida protetiva. Lei Maria da Penha completou oito anos com o objetivo de punir agressões.

Um dos objetivos da Lei Maria da Penha é punir com maior rigor as agressões físicas e psicológicas às mulheres. No mês passado a legislação completou oito anos, mas na região, a situação se agrava ainda mais quando medidas protetivas são negadas pela justiça.
Depois de dez anos de casada, uma mulher viveu a pior fase da vida. O marido começou a usar drogas e os boletins de ocorrência viraram parte da relação. “Ele quebrou meus dentes, abriu minha cabeça, levei seis pontos e depois quebrou meu braço. Fiquei quase dois meses com o braço imobilizado”, relata a vítima das agressões.
Menos de um mês depois, o juíz Freddy Lourenço Ruiz Costa negou o pedido de medida protetiva. Disse que não havia indícios que comprovassem a violência, que o marido não teve a oportunidade de se defender e que a segurança da vítima é de responsabilidade apenas da polícia. “Foram sete boletins de ocorrência, seis de violência doméstica. Nunca consegui a medida protetiva e nenhum tipo de proteção”, continua a mulher.
Este está longe de ser um caso isolado. É o que afirma a presidente de uma ONG de Mogidas Cruzes que ajuda mulheres vítimas da violência dos maridos. De 12 pedidos de medida protetiva, sete foram negados pela justiça de Mogi. Todos estes casos apenas de mulheres que já sofreram agressões e ameaças e que, por medo de morrer, decidiram ficar num abrigo. “Teriam que deferir porque prioncipalmente os casos que vão para o serviço de abrigamento são casos que têm um laudo, um parecer técnico de psicólogos e assistentes sociais de que ela realmente corre risco de vida. É o último estágio de pedido de socorro numa situação de violência o abrigamento. Ninguém quer ficar afastado da família, dos filhos, sem ter contato com ninguém”, conta Rosana de Sant'Anna Pierucetti, advogada e presidente da ONG Recomeçar. ( Continue lendo: http://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2014/09/mulheres-que-sofrem-violencia-domestica-nao-conseguem-protecao.html )   .



Campanhas

 

ORAÇÃO PELA CURA DE UM ANIMAL

Deus Todo-Poderoso, que me concedeste o dom de identificar em todas as criaturas do universo um reflexo da luz do Vosso amor; que confiaste a mim, humilde servo de Vossa infinita bondade, a guarda e proteção das criaturas do planeta; permiti que, através de minhas mãos imperfeitas e de minha limitada percepção humana, eu possa servir de instrumento para que Tua divina misericórdia recaia sobre este animal, e que através de meus fluidos vitais eu possa envolvê-lo em uma atmosfera de energia revigorante, para que seu sofrimento se desfaça e sua saúde se restabeleça.
Que assim se cumpra a Vossa vontade, com o amparo dos bons espíritos que me cercam.

Amém
http://capelinhasaofrancisco.blogspot.com.br/2013/08/oracao-pela-cura-de-um-animal.html

Campanhas



*O carinho Embebido do puro amor, Dissolve qualquer situação De quem vive sozinho... E os animais possuem maior percepção, em perceber e sentir o amor. Assim deveria ser todos os humanos, [ Recíprocos ]...reciprocidade é humanidade, é felicidade!!!


                 





sábado, 13 de setembro de 2014

A Arte de Ser Diferente

Ser diferente é uma escolha feita apenas pelos fortes, que fazem tal escolha não por conveniência, mas pelo simples fato de complementarem aquilo que de mais verdadeiro têm dentro de si mesmos. E fazer isso exige força, exige uma vontade quase inabalável de buscar o sensato, conhecer o profundo e harmonizar-se por inteiro.

Ser diferente, e apreciar a própria diferença, enxergar a si mesmo do jeito que deveria ser, é se atrever a ir aonde ninguém jamais pisou: o cerne de sua percepção da realidade, tão pessoal e tão importante, que apenas sendo o que se nasceu para ser é que ela pode ser contemplada. Pois ninguém nasceu para ser igual a todo mundo, nascemos para sermos o que devemos ser, não importa o que seja.

Isso é andar contra a multidão, mas a favor da vida; isso é andar contra os hábitos comuns, mas a favor do justo; isso é pensar além do mundano, mas na medida certa. Isso é fazer valer a própria existência, pensando por si mesmo, agindo por si mesmo, superando a si mesmo, contemplando a si mesmo, sendo o melhor que puder ser, sem deixar de ser quem se é.

É preciso um coração valente, uma mente ajuizada para tanto. É preciso fazer valer-se, não seguindo o senso comum apenas porque todos estão fazendo. É encontrar aquilo que é mais sensato e compatível consigo mesmo, não importando o quanto se deva pagar por isso. Pois quando a verdade surge, para vislumbrá-la, por menor que seja o tempo em que se a contempla, qualquer esforço vale a pena.

Marcos Keld    

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Doçura




"Doçura funciona
como uma força magnética que atrai os outros. 
Ela extingue o fogo da raiva e
muda o comportamento deles. 
Doçura não é tentar agradar com finalidades
egoístas, mas indica uma intenção de ajudar as pessoas a permanecerem felizes e
em paz. 
A doçura natural não é enjoativa mas verdadeira. 
Ela surge quando nos
tornamos completos. 
Bom humor e gentileza estão imersos nela. 
E leveza é a
companheira constante dela."
Kiran Coyote, As virtudes divinas, Organização Brahma Kumaris

Decepção


Você sofre porque espera demais das pessoas. Elas são elas com seus conceitos e valores, você é você. Cada ser humano é diferente e vê a vida com sua exclusiva evolução e entendimento. As verdades são singulares. Nas dificuldades as pessoas mudam. Nas festas são todos iguais. A musica e o ambiente contribuem para a harmonia do local. As pessoas dão o que podem dar. Nós é que temos expectativas diferentes.

Enquanto você está lendo este texto, certamente está analisando a sua vida e encontrando novamente os momentos que lhe magoaram profundamente, simplesmente porque a sua expectativa não foi recompensada conforme seu desejo.  (Continuar lendo... http://somostodosum.ig.com.br/conteudo/c.asp?id=8470) 

Acredite!


Quando não há nada mais a ser dito, silencia.

Quando não há mais nada a ser feito, permitas apenas ser, apenas estar e fica na companhia do teu coração e este indicará o momento apropriado para agires.
Quando a lentidão dos dias acomodar tua vontade, enlaçando-te com os nós da intranquilidade, descansa e refaz tua energia.
Não há pressa, a prioridade é que tu encontres novamente a tua essência para que tenhas presente em ti a alegria de ser e estar.
Quando o vazio instalar-se em teu peito, dando-te a sensação de angústia e esgotamento, repara tua atenção e encontra em ti mesmo a compreensão para este estado.
É necessário descobrirmo-nos em tais estados, para que estes não se transformem no desconhecido, no incontrolável.
Tudo pode ser mudado, existe sempre uma nova escolha para qualquer opção errada que tenhas feito.
Quando ouvires do teu coração que não há nenhuma necessidade em te preocupares com a vida, saibas que ele apenas quer que compreendas que nada é tão sério a ponto de te perderes para sempre da tua divindade, ficando condenado a não ver mais a luz que é tua por natureza.
Não te preocupes, se estiveres atento a ti mesmo verás que a sabedoria milenar está contigo, conduzindo-te momento a momento àquilo que realmente necessitas viver.
Confia e vai em teu caminho de paz.Nada é mais gratificante que ver alguém submergindo da escuridão apenas por haver acreditado na existência da luz.
Ela sempre esteve presente...
Era só abrir os olhos...

São Francisco de Assis

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Viva um dia de cada vez! Mas com sabedoria..


“Um pedaço de pão comido em paz é melhor do que um banquete comido com ansiedade.” (Esopo)

Fácil e difícil

♫♥♪♫♥♫♥♫.

Fácil e difícil

Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que se expresse sua opinião...
Difícil é expressar por gestos e atitudes, o que realmente queremos dizer.

Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias...
Difícil é encontrar e refletir sobre os seus próprios erros.

Fácil é fazer companhia a alguém, dizer o que ela deseja ouvir...
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer a verdade quando for preciso.

Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre a mesma... 
Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer.
Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado...
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece.

Fácil é viver sem ter que se preocupar com o amanhã...
Difícil é questionar e tentar melhorar suas atitudes impulsivas e as vezes impetuosas, a cada dia que passa.

Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar...
Difícil é mentir para o nosso coração.

Fácil é ver o que queremos enxergar...
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto.

Fácil é ditar regras e, Difícil é segui-las... 

(*) Título original: Reverência ao destino (Carlos Drummond de Andrade)

"... Sua alma era furta-cor" (Mario Quintana)

"... Sua alma era furta-cor"

Como diria Rubem Alves - "Todo jardim começa com uma história de amor". Com ela não haveria de ser diferente. Aquilo não passava de um lote baldio, repleto de entulhos. Lixos antigos, passado sempre presente. Ela era capaz de se perder ali por horas; arrancava uma erva-daninha aqui, abria caminho ali... Arrastava os meses e no fim sempre concluia o mesmo: "Isto não tem solução". Só não entendia porquê. Aquilo era o caos e mesmo assim a atraia tanto e tanto. Não havia flores, a vida se restringia aos poucos insetos que atreviam a se instalar lá. Mal sabia ela que onde há terra, há vida. Uma vida pulsante, gritando pra viver. Esperando só a chuva refrescar os ares e trazer de volta os beija-flores. E foi assim, num temporal, que o caos apareceu brilhantemente radiante. Impossível sobrar vida depois daquele vendaval, nada restaria, ela tinha plena convicção disto. E mais uma vez a natureza tratava de enganá-la. Esta mãe que gosta de nos pregar peças. Repare só: Tem noites tão escuras que achamos impossível que o brilho do sol vença tanta escuridão. E no entanto, lá vem o astro brilhante, trazendo o dia mais iluminado que poderíamos imaginar. Naquele dia o sol despejara toda sua glória sobre seu quarto-de-despejo. A chuva, recém-caída, ainda escorria sobre seu rosto. Aquele cheiro de terra molhada, de vida nova. Ela reconheceria este aroma em qualquer lugar, mesmo nunca o tendo sentido. Invadia-lhe a pele, o sentido, cravava-lhe a alma. E dos olhos - ah! os olhos... - dele escorriam gotas multicoloridas, que ao tocar o chão brotavam flores translúcidas. Não sabia que cores eram aquelas. Furta-cor. Era assim que sua alma enfim se sentia.

(Branna Lorenna)

domingo, 7 de setembro de 2014

O espelho da alma - Sacha Maria

Esta cadelinha chama-se Sacha Maria ! Amor incondicional e recíproco
“Senhores jurados, o cão permanece com seu dono na prosperidade e na pobreza, na saúde e na doença. Ele dormirá no chão frio, onde os ventos invernais sopram e a neve se lança impetuosamente. Quando só ele estiver ao lado de seu dono, ele beijará a mão que não tem alimento a oferecer, ele lamberá as feridas e as dores que aparecem nos encontros com a violência do mundo. Ele guarda o sono de seu pobre dono como se fosse um príncipe. Quando a riqueza desaparece e a reputação se despeça, ele é constante em seu amor como o Sol na sua jornada através do firmamento.

Se a fortuna arrasta o dono para o exílio, o desamparo e o desabrigo, o cão fiel pede o privilégio maior de acompanhá-lo contra o perigo, para lutar contra seus inimigos. E quando a última cena se apresenta, a morte o leva em seus braços e seu corpo é deixado na laje fria, não importa que todos os amigos sigam seu caminho: lá ao lado de sua sepultura se encontrará seu nobre cão, a cabeça entre as patas, os olhos tristes mas em atenta observação, fé e confiança mesmo à morte”.
—Este tributo foi apresentado ao júri pelo ex-senador americano George G. Vest (então advogado), que representou o proprietário de um cão morto a tiros, propositalmente, pelo seu vizinho. O fato ocorreu a um século na cidade de Warrensburg, Missouri, Estados Unidos. O senador ganhou o caso e hoje existe um monumento do cão na cidade e seu discurso está escrito na entrada do tribunal de justiça.




“O mais altruísta dos amigos que um homem pode ter neste mundo egoísta, aquele que nunca o abandona e nunca mostra ingratidão ou deslealdade é o cão.”

Monumento em homenagem a George G. Vest, construído em 1958, em frente ao tribunal do Condado de Johnson, na cidade de Warrensburg, Missouri, Estados Unidos (foto: reprodução / Wikipedia) 

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

As 4 Leis da Espiritualidade ensinadas na Índia



A primeira diz: “A pessoa que vem é a pessoa certa“.
Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.
A segunda lei diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido“.
Nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.
A terceira diz: “Toda vez que você iniciar é o momento certo“.
Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.
E a quarta e última afirma: “Quando algo termina, termina“. Simples assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência. Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado."     

terça-feira, 2 de setembro de 2014

... é esta a paz que precisamos !





Precisamos absorver todos os ensinamentos e colocá-los em prática, pois os desafios da vida são diários e as pessoas precisam aprender a viverem centradas no coração, só assim o mundo será melhor e haverá paz dentro de cada um de nós!!!     Irene Ibelli  

.... e por falar em problemas !

 
 Encare-os de frente. Não, não vai ser fácil. Não há ninguém no mundo capaz de sair ileso de cada pancada que leve. Não é esperado que estejamos aptos a imediatamente resolver quaisquer problemas.  Simplesmente não somos feitos desta forma. Na verdade, somos feitos para nos irritarmos, nos entristecermos, nos machucarmos, tropeçarmos e cairmos. E é por isto ser a razão mesma de viver – encarar problemas, aprender, se adaptar, e resolvê-los ao longo do tempo. Isso é o que efetivamente nos molda na pessoa que nos tornamos.  ( Marc e Angel )

segunda-feira, 1 de setembro de 2014



O QUE É O AMOR?

“Já falou-se tanto em amor, amizade e paixão...
Que tal falarmos do que NÃO é amor ?
Se você precisa de alguém para ser feliz, isso não é amor.
É carência.
Se você tem ciúme, insegurança e faz qualquer coisa para conservar alguém ao seu lado, mesmo sabendo que não é amado, e ainda diz que confia nessa pessoa, mas não nos outros, que lhe parecem todos rivais, isso não é amor.
É falta de amor próprio.
Se você acredita que "ruim com ela(e), pior sem ela(e)", e sua vida fica vazia sem essa pessoa; não consegue se imaginar sozinho e mantém um relacionamento que já acabou só porque não tem vida própria - existe em função do outro - isso não é amor.
É dependência.
Se você acha que o ser amado lhe pertence; sente-se dono(a) e senhor(a) de sua vida e de seu corpo; não lhe dá o direito de se expressar, de ter escolhas, só para afirmar seu domínio, isso não é amor.
É egoísmo.
Se você não sente desejo; não se realiza sexualmente; prefere nem ter relações sexuais com essa pessoa, porém sente algum prazer em estar ao lado dela, isso não é amor.
É amizade.
Se vocês discutem por qualquer motivo; morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa; nem sempre fazem os mesmos planos; discordam em diversas situações; não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares, mas sexualmente combinam perfeitamente, isso não é amor.
É desejo.
Se seu coração palpita mais forte; o suor torna-se intenso; sua temperatura sobe e desce vertiginosamente, apenas em pensar na outra pessoa, isso não é amor.
É paixão.
Agora, sabendo o que não é amor, fica mais fácil analisar, verificar o que está acontecendo e procurar resolver a situação.

Ou se programar para atrair alguém por quem sinta carinho e desejo; que sinta o mesmo por você, para que possam construir um relacionamento equilibrado no qual haja, aí sim, este é o verdadeiro e eterno AMOR! 


Salve Fernando Pessoa

"Se escrevo o que sinto é porque assim diminuo a febre de sentir. O que confesso não tem importância, pois nada tem importância. Faço paisagens com o que sinto". (Fernando Pessoa)